DOENÇAS MENINGOCÓCICAS 

  

  • Que a cada ano, aproximadamente 500.000 casos de doenças meningocócicas ocorrem ao redor do mundo, causando cerca de 60.000 seqüelas permanentes e 50.000 mortes?
  • No Brasil, de janeiro de 2001 a dezembro de 2008 foram registrados 27.790 casos de meningite meningocócica e/ou meningococcemia segundo dados do Ministério da Saúde?
  • A doença meningocócica tem importância devido à gravidade do quadro clínico, rápida evolução e pela possibilidade de causar surtos e epidemias?
  • A maneira mais eficaz de se proteger é através da vacinação de todas as faixas etárias acima de dois meses de idade!

 

  • A doença meningocócica pode acometer qualquer pessoa, em qualquer lugar, porém existem alguns fatores que aumentam o risco da doença como:
  • Idade: a doença meningocócica atinge particularmente crianças nos primeiros cinco anos de vida;
  • Local: regiões onde a doença meningocócica é epidêmica ou estão ocorrendo surtos;
  • Presença de imunodeficiência e
  • Ambientes

 

 CONHECENDO MELHOR A DOENÇA:

O que é a Doença Meningocócica?

É doença causada pela Neisseria meningitidis e que manifesta mais frequentemente como Meningite ou sepse (infecção bacteriana disseminada). Tem caráter rapidamente progressivo, com potencial de seqüelas e alta letalidade.

 

Quais são os principais tipos de Neisseria meningitidis?

Os principais tipos capazes de provocar a doença nos seres humanos são: A, B, C, W, Y e X.

 

Quais idades que essa doença pode atingir?

A Doença Meningocócica pode atingir qualquer idade. Os bebês são os mais vulneráveis, crianças e adolescentes são os de maior risco, adultos principalmente os viajantes e os idosos são os de maior risco para fatalidades.

 

O que é Meningite?

Meningite é  uma infecção aguda das  membranas protetoras que recobrem o cérebro e da medula espinhal, conhecidos coletivamente como as meninges. A inflamação pode ser causada por infecção com vírus, bactérias ou outros microorganismos, e menos comumente por certas drogas. Meningite pode ameaçar a vida, por isso a doença é classificada como uma emergência médica.

Como se dá a transmissão da doença?

O contágio é de pessoa para pessoa, por via aérea, isto é, tosse, gotas de saliva de uma pessoa contaminada para outra ou por contato direto ou compartilhamento de objetos como talheres ou por aglomerações.

Qual o período de incubação da doença?

O período de incubação, desde o contágio até aparecerem os sintomas iniciais da doença, é variável, desde alguns dias até semanas, dependendo do tipo de agente infeccioso.

 

Quais são os sorogrupos do Meningococo  mais  prevalentes no Brasil?

Os sorogrupos  C, B, W e Y  continuam sendo os principais causadores da  Doença Meningocócica no Brasil.

Mundialmente, o Meningococo B é o responsável pela maioria das doenças meningocócica em lactentes. Os lactentes são os mais vulneráveis à Doença Meningocócica e são 23 x mais predispostos a contrair a doença causada pelo Meningococo B quando comparados com população geral da Europa. Atualmente, o sorogrupo B é a principal causa de doença meningocócica em menores de 1 ano no Brasil.

O sorogrupo B representou 43% dos casos de Doença Meningocócica Invasiva  em menores de 5 anos e 19% em todas as faixas etária em 2013, no Brasil. O 2º pico de incidência ocorre na adolescência e adultos jovens com 15 a 24 anos. Os adolescentes são os principais carreadores de meningococo..

Quais os sintomas da doença?

Em crianças maiores e adultas, freqüentemente, aparecem sintomas como: febre, dor de cabeça intensa, náuseas, vômitos, dor na nuca, endurecimento do pescoço e manchas pelo corpo.

Em crianças de até 8 ou 9 meses deve-se suspeitar da doença quando houver febre, irritação ou agitação, vômitos, recusa alimentar, convulsões e  fontanela anterior (“moleira”) abaulada.

 

Quais são as potenciais conseqüências da Meningite Meningocócica?

Pode se desenvolver rapidamente e se tornar ameaça a vida em 24 a 48 horas. 20% das pessoas acometidas morrem no Brasil. 10 a 20% dos sobreviventes podem ter seqüelas como amputações, perda de audição, dificuldade de aprendizagem ou danos cerebrais.

 

 

 Como é tratada?

É tratada com  hospitalização e uso de antibióticos

 

Lembre-se:

 A melhor prevenção é com as  Vacinas Meningocócicas!!

 

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

  • BULAS DAS VACINAS CONTRA MENINGITE C (LABORATÓRIO WYETH, BAXTER E NOVARTIS), Meningite ACWY Pfizer,Meningo B.
  • ANUAL DE IMUNIZAÇÕES, (CENTRO DE IMUNIZAÇÕES HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEN) 4º EDIÇÃO;
  • GUIA PRÁTICO DE VACINAS E VACINAÇÃO DA SANOFI PASTEUR, EDIÇÃO ESPECIAL 2009;
  • SITE: http://www.abcdasaude.com.br
  • SITE: http://portal.saude.gov.br
  • FOLDERS INFORMATIVOS DA VACINA CONTRA MENINGITE C,Meningite ACWY, Meningo B.
  • MONOGRAFIA DA VACINA CONTRA MENINGITE C, Meningite ACWY, Meningo B.
  • OBS: IMAGENS RETIRADAS DO GOOGLE – IMAGENS NA WEB.

 

AUTORIA:

REVISÃO BIBLIOGRÁFICA REALIZADA POR: ENFERMEIRA ROSEVANE RODRIGUES DE LUCENA COREN – DF 176706

 DRA. MARTA DE FÁTIMA RODRIGUES DA CUNHA GUIDACCI-CRM: 7.600-DF