Nossa ClinicaMundo das VacinasMundo das AlergiasMundo da AsmaCorpo ClinicoContato
 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

 
   


ROTAVÍRUS

O QUE É O ROTAVÍRUS?

O Rotavírus é um vírus da família Reoviridae que causa diarréia grave freqüentemente acompanhada de febre e vômitos.

 

Você sabia que o Rotavírus é a principal causa de diarréia desidratante grave entre crianças em todo mundo?

 

Você sabia que quase todas as crianças serão infectadas com o Rotavírus até seus 5 anos de idade? Uma em cada cinco comparecerá a uma clínica para atendimento com os sintomas? Uma em 65 precisará ser hospitalizada? E, cerca de 1 em cada 293 morrerá?


 

Você sabia que existem diversos tipos de Rotavírus circulantes, porém os tipos G1, G2, G3, G4 e G9 causam mais de 95% das infecções em todo o mundo? Por isso a criança pode ser infectada mais de uma vez se não for vacina contra os principais tipos acima relatados.


Você sabe diferenciar a vacina monovalente da vacina pentavalente contra o Rotavirus? A vacina monovalente só protege contra o tipo G1 que é responsável por apenas 65% dos vírus circulantes, já a vacina pentavalente protege contra os tipos mais prevalentes G1, G2, G3, G4 E G9.

 

OBS: Lembrando a prevalência dos Rotavírus circulantes são de: G1 (65,4%), G2 (13,2%), G3 (5,0), G4 (12,2%) e G9 (3,3 %).


Você tem o conhecimento que as crianças prematuras, de baixo nível sócio-econômico ou com deficiência imunológica parecem estar sujeitas a doença de maior gravidade causada pelo Rotavírus?


 

Para quem está indicada a vacina pentavalente contra Rotavírus?

Está indicada para a prevenção de gastroenterite, que é uma infecção que atinge o sistema gastrointestinal ocasionando sinais e sintomas como as diarréias, cólicas intestinais e vômitos por Rotavírus em bebês e crianças, causada pelos sorotipos G1, G2, G3, G4 e sorotipo G que contenham P1A [8] (como G9) quando administrada em uma série de três doses para bebês entre 6 a 32 semanas de idade, sendo que a primeira dose deve ser administrada entre 6 e 12 semanas.


A vacina pentavalente contra Rotavírus pode ser aplicada com outras vacinas?

Pode ser administrada com a vacina tríplice acelular (DPTa), vacina inativada ou poliovírus oral (IPV ou OPV), vacina conjugada contra Haemophilus influenzae tipo b, vacina contra Hepatite B, vacina conjugada pneumocócica e com vacinas hexavalentes.


Quantas doses deverão ser aplicadas com a vacina pentavalente contra Rotavírus?

A série de vacinação consiste em três doses líquidas da vacina contra Rotavírus. A primeira dose da vacina contra Rotavírus deve ser administrada por via oral, iniciando-se entre 6 e 12 semanas de idade, com administração das doses subseqüentes à intervalos de 4 a 10 semanas. A terceira dose não deve ser dada depois de 32 semanas de idade.
OBS:
- a idade mínima que pode ser aplicada a vacina é de 1 mês e 14 dias a 3 meses.
- a segunda dose a idade mínima é de 2 meses e 14 dias a 5 meses 14 dias;
- a terceira dose a idade mínima é de 3 meses e 14 dias a 8 meses.


 

Qual é o intervalo mínimo entre as doses da vacina pentavalente contra Rotavírus?

Intervalo mínimo de 4 semanas entre cada dose.


Quais são os efeitos colaterais mais comuns da vacina pentavalente contra Rotavírus?

A vacina geralmente é bem tolerada. As reações mais comuns são: vômitos, diarréia, irritabilidade, nasofaringite, otite média.


Qual é a contra indicação da vacina pentavalente contra Rotavírus?

Hipersensibilidade a qualquer componente da vacina.


 

Recomendações da SBIM (Sociedade Brasileira de Imunização):

As vacinas contra infecções por rotavírus licenciadas para uso no Brasil devem ser indicadas o mais precocemente possível, a partir de seis semanas de idade. A vacina monovalente está disponível na
rede pública, no esquema: primeira dose aos dois meses de vida e segunda dose aos quatro meses de vida, sendo que a primeira dose não poderá ser aplicada após 14 semanas de vida e a segunda após 24 semanas de vida.
A vacina pentavalente está disponível apenas na rede privada, com esquema de três doses: a primeira dose aos dois meses de vida, a segunda dose aos quatro meses de vida e a terceira dose aos seis meses de vida, sendo que a primeira dose não poderá ser aplicada após 15 semanas de vida, o intervalo
mínimo entre as doses deverá ser de 30 dias e a última dose não poderá ser aplicada após os oito meses de idade. As vacinas contra o rotavírus estão contraindicadas para imunodeprimidos.

 

Lembre-se:

A melhor prevenção é com a vacinação.

 

 

 

CONHEÇENDO MELHOR A DOENÇA

O Rotavírus é um vírus da família Reoviridae que causa diarréia grave freqüentemente acompanhada de febre e vômitos. É hoje considerado um dos mais importantes agentes causadores de gastroenterites e de óbitos em crianças menores de cinco anos em todo mundo. A maioria das crianças se infecta nos primeiros anos de vida, porém os casos mais graves ocorrem principalmente em crianças até os dois anos de idade.


Como se dá a transmissão do Rotavírus?

O principal modo de transmissão do rotavírus é fecal-oral, embora tenham sido reportada pequenas quantidades do vírus em secreções do trato respiratório e outros fluidos corporais. Uma vez que o Rotavírus é estável no ambiente, a infecção pode ocorrer através da ingestão de água ou comida contaminada e contato com superfícies contaminadas. As maiores taxas da doença ocorrem em crianças pequenas. Adultos também podem ser infectados, porém neles a doença tende a ser mais leve.


Qual o período de incubação da doença? (O período de incubação tempo entre o contato com o vírus do Rotavírus e a manifestação dos sintomas).

O período de incubação do Rotavírus é de aproximadamente 2 dias.


Quais são os sintomas da doença?

A diarréia por Rotavírus apresenta curto período de incubação (24 a 48 horas) com início abrupto, vômitos em mais de 50% dos casos, febre alta e diarréia profusa, podendo evoluir com desidratação.




 

 

 

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA


 

  • BULA DA VACINADA VACINA CONTRA ROTAVÍRUS (LABORATÓRIO MSD);
  • MANUAL DE IMUNIZAÇÕES, (CENTRO DE IMUNIZAÇÕES HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEN) 4º EDIÇÃO;
  • GUIA PRÁTICO DE VACINAS E VACINAÇÃO DA SANOFI PASTEUR, EDIÇÃO ESPECIAL 2009;
  • SITE: http://www.cve.saude.sp.gov.br
  • SITE: http://www.merck.com/
  • SITE: http://portal.saude.gov.br
  • FOLDERS INFORMATIVOS DA VACINA CONTRA ROTAVÍRUS PENTAVALENTE.
  • MONOGRAFIA DA VACINA PENTAVALENTE CONTRA O ROTAVÍRUS.
  • OBS: IMAGENS RETIRADAS DO GOOGLE – IMAGENS NA WEB.


 

AUTORIA:

 

REVISÃO BIBLIOGRÁFICA REALIZADA POR:

 

ENFERMEIRA ROSEVANE RODRIGUES DE LUCENA COREN – DF 176706

Revisado por: Dra. Marta de Fátima Rodrigues da Cunha Guidacci-

CRM: 7.600-DF



 

Conheça outras vacinas
Para adolescentes
Adultos e Idosos
Cólera e etec
Cólera e etec
Vacinas para Crianças
DTPa
Febre Amarela
Febre tifóide
Gestantes
Gripe
Hepatite A
Hepatite B
Meningocócicas
MMR
Mulheres
Ocupacional
Papilomavírus Humano
Pneumocócicas
Para prematuros
Rotavírus
Varicela
Vacina do viajante
 
  Alergo Vaccine - Sua família bem protegida
Centro Clínico Pacini - 715/915 Sul, Bloco D, Salas 504/508/509/514/515/517/518
Brasília -DF - 61 3345-8001 (ramal 20 - marcação de consultas, ramal 21 - vacinas, ramal 33 - administração)